I am 1 in 10

22:42


São muitas as vezes que me perguntam como é ter Endometriose e raramente consigo traduzir o que o corpo sente em palavras. A Endometriose não se vê, mas dói, deixa marcas para toda a vida e leva muito do que nós um dia fomos. Eu não sou esta doença, raramente deixo que ela me atire ao chão mais do que um par de dias, mas a verdade é que ela faz parte da minha vida, todos os dias, há muitos anos. Roubou-me muito, mesmo muito, mas nunca me vai calar. 

Não falo dela por mim, falo dela por todas as mulheres que sofrem em silêncio sem saberem o que têm e sem terem um profissional de saúde que as ajude a ter uma vida mais digna. Falo dela, para que um dia, se o destino for ainda mais filho da mãe e achar que também a minha filha tenha de sofrer com esta doença, haja uma sociedade preparada para a ajudar, haja uma classe médica atenta para a acompanhar e ela não seja olhada de lado e a sua dor não seja menosprezada!


You Might Also Like

0 comentários