Vamos aprender a ler rótulos?

17:51


Nos nossos dias as idas ao supermercado podem ser uma verdadeira dor de cabeça para quem quer fazer boas escolhas [ou escolhas menos más!]. Existem zonas específicas no supermercado onde encontramos alimentação [supostamente] mais saudável. Mas será mesmo assim? Será que podemos comprar sem olhar para os rótulos? Será que podemos confiar que todos os alimentos presentes nestas zonas são de facto boas escolhas? Não! Não podemos! E para perceber isso basta perder [ou ganhar!] um bocadinho de tempo a analisar alguns rótulos! 

Como sei que esta não é uma tarefa simples para todos, porque para mim também não era, pedi ajuda à minha querida Ana Parreira, que é nutricionsta, para nos ajudar e dar algumas dicas que nos permitam fazer escolhas conscientes quando vamos às compras. O ideal mesmo, seria apenas descascar e não desempacotar, mas como isso não é possível, vamos lá aprender a fazer escolhas mais conscientes! 

Rotulagem Nutricional - Ana Parreira

O que é a rotulagem nutricional? 
“É o conjunto de menções e indicações, marcas de fabrico ou comerciais, imagens ou símbolos, referentes a um género alimentício, que figurem em qualquer embalagem, documento, aviso, rótulo, anel ou gargantilha que acompanhem ou se refiram a esse género alimentício.” “O rótulo deve fornecer todas as informações que permitam ao consumidor conhecer o produto e fazer escolhas conscientes, existindo informações que têm um carácter obrigatório e outras que são opcionais.”

Que menções são então obrigatórias num rótulo?


1. Denominação do alimento
2. Lista de ingredientes
3. Ingredientes ou auxiliares tecnológicos ou derivados de uma substância ou produto que provoquem alergias ou intolerâncias
4. Quantidade de determinados ingredientes ou categorias de ingredientes
5. Quantidade líquida do alimento
6. Data de durabilidade mínima ou a data-limite de consumo
7. Condições especiais de conservação e/ou as condições de utilização
8. Nome ou a firma e o endereço do operador da empresa do setor alimentar
9. País de origem ou o local de proveniência
10. Modo de emprego
11. Título alcoométrico
12. Declaração nutricional

Para facilitar e ajudar o consumidor nas suas escolhas, foi criado o esquema do Semáforo Nutricional. Este esquema é um código de cores que auxilia na escolha de alimentos mais saudáveis durante as idas aos supermercados. Este é um esquema que associa 3 cores, tendo em conta a dose do alimento, sendo em tudo semelhante a um sinal de trânsito para 4 nutrientes específicos:
1. Gordura
2. Gordura saturada
3. Açúcar
4. Sal.

Significado das cores:
Verde – para alimentos com baixa concentração do nutriente no produto
Laranja/amarelo – para alimentos com concentração média do nutriente no produto
Vermelho – para alimentos com alta concentração do nutriente no produto.

Para facilitar ainda mais as leituras aos consumidores, a Direção Geral de Saúde (DGS), criou descodificadores nutricionais para os nutrientes apresentados como chave nos rótulos. Para os utilizarmos basta comparar a informação presente no rótulo do alimento/produto alimentar ou bebida por 100g ou 100mL, com a informação do descodificador.



O objetivo principal será optar por alimentos e bebidas com nutrientes maioritariamente da categoria verde, moderar o consumo de alimentos com um ou mais nutrientes da categoria laranja/amarela e evitar alimentos com um ou mais nutrientes na categoria vermelha.

Referências bibliográficas:
http://www.apn.org.pt/documentos/ebooks/Ebook_Rotulagem.pdf
http://nutrimento.pt/noticias/descodificador-de-rotulos/
http://alimentacaosaudavelesustentavel.abae.pt/



You Might Also Like

0 comentários