Outra vez o Açúcar

15:38

 [Clicar na imagem para mais informações sobre o livro/preço]

Hoje, a comunidade médica e o público em geral despertam para o facto de que o açúcar é um veneno e que é responsável por muitas doenças comuns (e dispendiosas) que afetam a sociedade. Já por AQUI vos falei sobre o Açúcar e a minha tentativa de o limitar na alimentação da princesa da casa [e na minha]. A verdade é que não é uma tarefa nada fácil porque o açúcar está em todo o lado, desde o pão aos iogurtes, passando por um sem fim de coisas que à partida não nos passa pela cabeça que possam conter adição de açúcar. E a verdade é que a ingestão de açúcar acaba por ser uma dependência similar à do álcool e da nicotina. 

Também por causa da Endometriose tenho lido bastante sobre este assunto e tenho estudado muito o impacto que o açúcar pode ter na nossa saúde, nomeadamente na dor crónica. A verdade é que a dor crónica pode ser incrementada quando existem níveis de açúcar no sangue patológicamente elevados.  
Depois de conseguirmos uma vida mais livre de açúcares não é complicado de o manter, o mais complicado é sem dúvida a fase inicial. O ano passado tive uma recaída nesta minha luta porque a verdade é que se há factor que influência, é o psicológico.

O mês passado conheci este livro que achei muito interessante e bem fundamentado por uma equipa médica especializada que nos explica como e porque se tornou o açúcar o vilão da alimentação moderna, por que motivo faz mal e o que se pode fazer contra isso. Gostei imenso do livro por ser bem fundamentado e ao mesmo tempo de fácil leitura. Tenho-o explorado imenso [já está todo sublinhado e cheio de anotações!] e tem sido bastante útil nesta fase em que estou a tentar novamente voltar a uma alimentação mais "limpa"!



7 PASSOS SIMPLES PARA SE LIBERTAR DO VÍCIO DO AÇÚCAR 

 1. Conheça os açúcares que consome 
Um alimento sem «açúcares adicionados», não significa que tenha um baixo conteúdo de açúcar. Verifique a sacarose, a glicose, a frutose, a maltose e o amido hidrolizado e coloque de lado o açúcar, o xarope de milho e até mesmo o mel. 

 2. Registe tudo 
Mantenha um registo diário de tudo o que come e quando (o que também pode ser importante). Poderá pensar que não come muito açúcar, mas ficará surpreendido com o resultado. 

3. Seja realista 
As alterações no seu corpo não se darão de um dia para o outro e poderão passar algumas semanas até começar a ver benefícios. Não desanime se não vir resultados imediatos: o plano tem uma duração de 12 semanas para assegurar que o seu corpo se adapta suavemente a um menor consumo de açúcar. Vai aperceber‑se de uma melhoria notável e regular da sua saúde com o passar dos dias.

4. Elimine a fast food 
A fast food contém açúcar — normalmente na forma de glutamatos, que são potenciadores de sabor — e o doce faz funcionar em excesso a sua fábrica interna de insulina — o pâncreas. 

5. Escolha açúcares saudáveis 
Nem todos os açúcares são maus. Há doce na batata‑doce, cenouras e cherovias e também existem alternativas. 

 6. Coma fruta fresca no início do dia
A fruta fresca tem um elevado teor de vitaminas, mas contém frutose (açúcar natural da fruta); por isso, tenha o cuidado de consumir pequenas porções e de o fazer no início do dia. 

7. Mexa‑se 
Com a atividade, o corpo perde a sua dependência no açúcar em excesso. Experimente seguir os exercícios das páginas. 

7 BENEFÍCIOS POR DEIXAR O AÇÚCAR 

 1. Perder peso, sentir‑se bem 
Ao reduzir o consumo de calorias, está a ajudar o corpo a funcionar através dos excessos armazenados nos depósitos de gordura, criando um corpo mais magro e saudável. 

2. Pele brilhante 
Ao substituir os snacks com açúcar por vegetais frescos, o corpo obtém um enorme fornecimento de vitaminas, minerais e, mais importante, de água. As manchas e pele seca são substituídas por um aspeto mais brilhante e mais saudável. 

3. Aumento de energia 
Os snacks com açúcar causam um pico energético rápido, mas rapidamente são seguidos por quebras de energia pronunciadas que fazem com que sinta maior cansaço do que anteriormente. Gerir a quantidade de açúcar na sua dieta ajuda a que se sinta melhor durante mais tempo. 

4. Melhor digestão 
O consumo excessivo de açúcar pode causar uma pressão extrema no intestino e contribuir para a intolerância ao açúcar nos pacientes com síndrome de intestino irritável. Reduzir o açúcar ajuda o intestino a desempenhar as suas funções de forma mais eficaz e pode impedir inchaço e outros problemas digestivos. 

5. Maior criatividade e capacidade de resolução de problemas 
Evitar «picos» de açúcar e as inevitáveis quebras logo a seguir resulta numa melhor concentração. Manter os níveis de energia constantes ao longo do dia e fazer exercício regularmente também resulta numa melhor qualidade de sono, o que traz incontáveis benefícios na melhoria da atividade mental. 

6. Menos ansiedade 
Um planeamento cuidado das refeições e tomar mais atenção às necessidades do seu corpo ajuda a estabelecer rotinas reconfortantes que impedem que a sua mente e o seu corpo entrem em pânico e que sinta desejo de snacks e fast food. Um corpo saudável é um corpo mais tranquilo. 

7. Poupar dinheiro 
Preparar os seus snacks sem açúcar significa planear as compras e fazê‑las de forma cuidada, o que impedirá idas furtivas ao café e gastará menos em dispendiosos alimentos pré‑confecionados.


OS AUTORES

Médicos e profissionais de saúde já não veem o açúcar como um estimulante pacífico, mas acreditam que esta substância origina uma dependência muito semelhante ao álcool e à nicotina. De facto, estudos recentes demonstraram que os nossos desejos por coisas doces, como chocolate ou gelado, são semelhantes ao desejo de consumo de outros narcóticos. Ao satisfazermos o desejo de açúcar, são despoletados os mesmos opioides no cérebro, criando uma sensação de calma relaxante, anestésica, que também pode ter lugar quando se consome morfina. E como veremos, estes químicos podem alterar permanentemente a função cerebral e as nossas reações a todo o tipo de alimentos. – in O Plano Detox de Açúcar




Dr. Kurt Mosetter é um médico de renome e o fundador da Myoreflex Therapy.
Dr. Wolfgang Simon é bioquímico, com licenciaturas em Berlim e na Califórnia.
Thorsten Probost é um chef galardoado com uma estrela Michelin e presidente da Association of Young Restaurateurs.
A jornalista de investigação Anna Cavelius desmascara os factos por detrás do papel do açúcar na doença de Alzheimer, na diabetes e outras doenças. 


You Might Also Like

0 comentários