Herdade do Moinho Novo

15:06


Quem me lê no Facebook sabe que volta e meia partilho coisas e deixo no ar que vou escrever e aprofundar aqui no blogue. Mas depois há assuntos que ficam esquecidos e partilhas que queria mesmo fazer e acabam por nunca acontecer. Os dias que passámos na Herdade do Moinho Novo são exemplo disso. Estivemos lá duas noites em Dezembro [isso, o ano passado!] e ainda não tinha tirado um bocadinho para partilhar essa experiência maravilhosa convosco. 

Quando vou para estes locais começo logo a imaginar-me com uma vida assim, no meio na natureza, onde só se ouvem os passarinhos e penso "acho que era a minha cara". Mas depois quando vou a Lisboa começo a pensar "Eu amo esta cidade, as potencialidades, os eventos, a acessibilidade. Um dia ainda nos mudamos para cá!". E pronto! Esta sou eu! A bipolaridade em pessoa! Isto a bem ser, era ter uma casinha em cada sítio e passar 15 dias no campo, 15 dias na praia, 15 dias na cidade agitada, 15 dias na cidade Natal. Mas pronto, só nasci bonita, não dava para ser também rica!

Voltando à Herdade do Moinho Novo, que é "uma unidade turística de Luxo no concelho do Montijo," composta por 8 casas completamente integradas na paisagem. "Em cada uma das casas os hóspedes são transportados para um ambiente distinto". Quando fizemos a reserva não escolhemos a casa e a que nos calhou foi a Casa Belle Époque. "As cores sóbrias, o requinte em cada pormenor, fazem da Belle Époque a casa onde a harmonia e a extravagância decorativa reinam". O denominador comum a todas as casas é o duche envidraçado com uma vista de cortar a respiração.

"Dotada de uma beleza natural e paisagística de grande atratividade, toda a propriedade foi convertida ao modo de produção biológica, em 2004. As Casas do Moinho Novo estão inseridas numa exploração agrícola convidativa à participação livre no programa dos afazeres diários da quinta, sobretudo no contacto com os animais que simpaticamente recebem quem os visita. O contacto com a fauna e a flora local convidam-no a caminhar, a passear de bicicleta, a montar a cavalo ou, para os mais aventureiros, a desbravar o montado de jipe."


Durante a estadia temos livre acesso aos animais e podemos alimentá-los, tocar-lhes ou simplesmente contemplá-los. Podemos ainda participar nas atividades da quinta e andar de trator. Escusado será dizer que esta foi a parte favorita para todos nós.

Apesar do sol nos ter brindado durante a nossa estadia, em Dezembro estava frio, e por isso não experimentámos a piscina. Ainda arriscámos enfiar-nos os três numa canoa, mas vimos a coisa a correr mal em três tempos, devido ao excesso de excitação da princesa, e acabámos por desistir! Se fosse Verão e estivessem mais pessoas por perto, acho que arriscaríamos mais um bocadinho!

Resumindo e concluindo, é um lugar fantástico para uns dias longe de tudo e de todos. Só há acesso ao WiFi na chamada Casa Mãe [onde é servido o pequeno almoço], e a rede de telemóvel é bastante reduzida, por isso mesmo até a nossa net móvel acaba por ser limitada. Eu sobrevivi muito bem, a Bianca melhor ainda, mas o marido ia tendo alguns colapsos nervosos quando precisou mesmo de resolver assuntos urgentes de trabalho.


Quando vos partilho estes locais, algumas seguidoras colocam a questão "então e o preço?", o preço depende sempre do bolso de cada um, como é óbvio. No que toca à relação qualidade/preço, parece-me justo. Nós raramente vamos uma semana seguida de férias, já não me lembro quando é que isso aconteceu, na loucura vamos 5 dias seguidos, e por isso, de vez em quando fazemos estes retiros de 2 dias e podemos gastar um pouco mais em sítios que realmente nos parecem valer a pena. Um dos truques que usamos é sempre pesquisar em sites como o Odisseias ou o Booking e encontramos sempre preços mais simpáticos do que comprando directamente nos sites. 

You Might Also Like

1 comentários

  1. Que sítio lindo! Não conhecia mas as fotografias são lindas e parece ser um lugar ideal para um retiro :D

    https://ayellowrain.blogspot.pt/

    ResponderEliminar