[Re]Começos

11:51

Hoje escrevo-vos numa casa silenciosa. Não há ruído de televisão. Não há bonecas a falar e a saltar. Não há tachos nem panelas a bater. Não há gargalhadas. Há silêncio. E não é um silêncio pesado. É um silêncio sereno de novos [re]começos nesta primeira semana de um novo ano.

Depois de um ano sozinhas em casa, depois de uma primeira tentativa no final de 2015 para que a princesa frequentasse o infantário, depois de essa tentativa não ter corrido como queríamos, depois de a ter comigo durante sete meses no meu local de trabalho e depois de termos regressado a casa durante mais cinco meses, chegou uma nova fase. Hoje demos novamente início à integração no infantário. 

Todas as fases pelas quais passámos, sempre de mão dada, foram especiais e tiveram os seus desafios. Alguns superámos de sorriso nos lábios, outros nem tanto. Mas fomos levando, fomos vendo como corria, fomos vendo o que ela precisava e o que eu conseguia. Fomos vendo e fomos vivendo o melhor que soubemos. Hoje, quando chegámos ao infantário e quando a vi de olhos curiosos a querer brincar com os outros meninos percebi que esta fase tinha mesmo de chegar. Estava na hora de novos rostos e novos desafios. Não vai correr sempre tão bem como correu hoje. Haverá dias em que vai chorar. Haverá dias em que vai querer vir comigo. Hoje não foi assim. Hoje só tive direito a um beijo no ar, porque havia outras urgências. Hoje vim de coração tranquilo e de alma serena. Sei que está bem, que ficou bem. Sei que esta nova fase tem tanta ou mais importância do que estes dois anos e cinco meses que passámos juntas, quase 24 horas por dia. Sei e sinto que vai ser muito feliz neste seu novo mundo, onde eu só terei espaço às vezes. Agora é hora de me [re]organizar. E tenho tanto para arrumar [literal e metaforicamente falando!]. 



You Might Also Like

2 comentários

  1. É bom saber que ficou bem, espero que continue, infelizmente a minha menina foi para o infantário com quase 6 meses, chorava todos os dias para ficar,chorou de dezembro a agosto, todos os dias, depois ficava bem, sei porque vi, e porque me disseram, hoje tem dias, há dias que fica bem, há outros que faz beicinho para ficar, está com 17 meses, faz 18 dia 4, está crescida e já não me custa tanto deixá-la porque fica bem, mas eu ainda estou com redução de horário de trabalho, ainda amamento, só não estou é preparada para quando não tiver a redução de horário, deixa-la das 8.30 ás 18:30 no infantário vai me cortar o coração, de momento só fica até às 16:30, melhor nem pensar (...) Tudo de bom para si Susana, obrigada pela partilha!!!

    ResponderEliminar
  2. Espero que tudo corra bem.
    Ainda não me sinto preparada para a deixar num sítio "estranho", mas algures, terei de me mentalizar...

    ResponderEliminar