Presentes que sabem bem ♥

23:52



Já por aqui falei que não sou adepta de que a princesa tenha uma imensidão de brinquedos. Primeiro porque não os valoriza, depois porque acaba por não brincar em condições com nada e também porque acho que tudo tem de ter conta, peso e medida, até os estímulos. Quando temos excesso de brinquedos disponíveis, a brincadeira passa mais por desarrumar tudo do que pela exploração em si dos objectos. Mas cá por casa esta é uma perspectiva que foi ficando cada vez mais esquecida, por diversos motivos que eu própria não consigo controlar. Por isso mesmo, deixei de me preocupar tanto com este aspecto, apesar de continuar a não lhe comprar quase nada [com o que recebe de presente, seria loucura eu investir em brinquedos!], e quando percebo que os espaços destinados aos brinquedos dela estão demasiado compostos, faço uma escolha e retiro os mais antigos e aqueles com que já não brinca, e seguem viagem para quem infelizmente não tem a mesma sorte.  

Mas peluches são peluches e os de tamanho XL são uma perdição ainda maior. Por isso aqui a mãe aceitou de coração amolecido este presente da Vertbaudet que chegou precisamente no nosso primeiro dia em casa para recuperação de uma virose maldita e persistente. Há lá melhor do que receber presentes destes quando estamos doentes? Melhor melhor seria ficarem bons de imediato, mas como não há cá milagres, mimos como este aquecem o coração e tornam o dia um bocadinho mais colorido. Escusado será dizer que a princesa adorou o presente, que por sinal ganhou o nome de Zé. O Zé passou a habitar no nosso sofá, como se de uma almofada se tratasse. A verdade é que é bem confortável como encosto! [Sim, já me recostei no pequeno!]


A Vertbaudet é uma marca que volta e meia incluo nos meus posts com sugestões de roupa porque de facto gosto de vários artigos e da relação qualidade/preço. A Bianca tem várias peças de roupa desta marca que já vêm da amiga Inês, ou seja já são em segunda mão, e por cá já estão fartas de ir à máquina e estão impecáveis! Mas para além da roupa, o que me tem surpreendido são mesmos os brinquedos [sim, aqueles que eu acho que eles não devem ter em demasia!]. A escolha não é muita, mas a meu ver não faz mal porque os que estão disponíveis são impecáveis e super didáticos. Desde as cozinhas magníficas super completas, aos utensílios e adereços de cozinha, aos puzzles, a jogos de construção, a jogos de encaixe, tudo em madeira e com cores suaves. Ainda bem que não preciso de lhe comprar brinquedos, porque senão tinha aqui uma grande dificuldade, que era a escolha! 


Também já AQUI falei sobre o método Montessori, que apesar de não seguirmos à risca, tentamos implementar em alguns aspectos. Volta e meia também eu preciso voltar a ler para me voltar a focar no essencial. E cada vez que leio, há uma "limpeza" no quarto e na sala porque "Viver é desenvolver – A criança não quer perder tempo. Ela deseja, mais que tudo, desenvolver-se e tornar-se independente. Vai aproveitar cada chance que tiver, desde descer, com dificuldade e esforço, de seu colchão ao chão, até pegar as frutas e os legumes das cestas da cozinha e manipulá-los com a mão e a boca. A vida é toda uma grande descoberta e uma grande oportunidade de crescer. Com a brincadeira acontece exatamente o mesmo. Ao planejar uma brincadeira para seu filho, tenha em mente o momento de seu desenvolvimento, as necessidades que ele vem manifestando e você vem percebendo em uma observação atenta. Não compre brinquedos que sejam autossuficientes, que façam tudo sozinhos. Não compre brinquedos que não servem para nada. Você pode presentear seu filho com um boneco ou uma boneca, mas dê mais do que isso. Os brinquedos legais, aqueles pelos quais ele vai se apaixonar, são aqueles que exigem muito de seu cérebro em formação, e aqueles que permitem a ele o que chamamos de final aberto, em que é possível trabalhar por muito tempo livremente, ou descobrir pela exploração e o raciocínio a solução de um enigma" [retirado do site: www.larmontessori.com].

Se tiverem curiosidade em ler um pouco mais sobre a questão do Brincar e dos Brinquedos, aconselho vivamente ESTES artigos.

Post escrito em parceria com a Vertbaudet


You Might Also Like

0 comentários