Movimento Pé Descalço

15:54


Se algum dia for criado o MPD [Movimento Pé Descalço] pensem na minha filha porque a invenção foi dela, de certeza! Esteja sol ou faça chuva. Esteja calor ou caia neve. Seja chão de madeira ou mosaico. Esteja dentro de casa ou na rua. Sapato e meia é que não! Deve ter uma costela de Gabriela e nasceu com vocação para ser livre e solta. Eu sei a quem é que ela sai e de onde tira o exemplo. Mas não digam a ninguém que a culpa do síndrome pé quente e apertado é aqui da mãe! 

Nos dias mais frios de Inverno, se a queria ao menos com uma meia, tinha de lhe vestir collants por baixo das calças, mas não foi nem uma nem duas vezes que conseguiu despir tudo. À noite tivemos de desistir dos tradicionais Babygrows para dormir porque ela entrava em desespero enquanto não conseguisse passar os pés pelos espaços entre as molas. Agora, é capaz de dormir de camisola polar, mas de pés descalços. E para ajudar não há cá lençóis nem mantas nem nada por cima dos pés! Ar, muito ar é o que ela quer! 

Tem uma coleção de calçado maior do que  a minha [não é preciso muito, sejamos sinceras!]. Ela é sandálias, ela é sapatilhas, ela é sapatilha bota, ela é bota com pêlo, bota sem pêlo, chinelos, calçado do mais baratinho ao mais caro, calçado novo ou em segunda mão. Há de tudo e ela acha imensa piada a primeira vez que os calça. No primeiro dia, se for preciso até quer ir para a cama calçada, mas depois... é o que se vê! 

A mim, que já tentei de tudo, resta-me respeitar e ir-lhe limpando os pés com uns toalhetes ao longo dia para que não fiquem muito encardidos e tentar que ao menos na rua mantenha os pés minimamente protegidos! 

[Quando é que chega mesmo o calor para eu poder andar também de pé ao léu?!]

You Might Also Like

0 comentários