Só não sei quando!

12:26


Durante muitos anos refugiei-me na escrita. Escrevia poemas. Rimas. Versos soltos. Sem nexo. Cheios de sentido. Sentimento. Vida. Um dia tive esses poemas reunidos em livro, prontos para lançar, numa editora. Estava tudo certo, mas quis a vida que não se tornasse realidade. Quis a vida que o meu primeiro livro ficasse assim, em folhas de impressora juntas por argolas de plástico. Um dia quis escrever um livro. E ainda quero. Dentro de mim nascem histórias, nascem pensamentos, nascem ideias que precisam de ganhar vida e forma. Que precisam de sair de dentro de mim para páginas em branco. Tenho esta urgência na ponta dos dedos de escrever. Escrever mais e com um propósito só meu. Será romance? Será drama? Será vida? Não sei! 

Sei que neste momento os meus dias não esticam, sei que tenho uma família para amar e cuidar, uma filha  pequena 24h por dia comigo, que tenho um emprego a tempo inteiro, um blogue que adoro e gosto de actualizar, uma vontade enorme de saber mais sobre alimentação e estilos de vida [preciso tanto de ler e aprender cada vez mais!], uma associação que precisa de mim [e do meu tempo que é pouco] para seguir em frente e se manter viva e activa...

Um dia eu vou escrever um livro. Só não sei quando! Mas vou...

You Might Also Like

1 comentários