Gelatina saudável!

22:54

Nunca gostei de gelatina. Confesso que a consistência da coisa me faz imensa confusão. Não sei explicar, mas simplesmente não consigo comer aquilo. Mas sei que a gelatina é quase obrigatória em todas as festas de anos e é uma sobremesa bastante apreciada pela maioria das pessoas sendo muitas vezes incluída na dieta alimentar dos infantários e em dietas prescritas por nutricionistas.

Há uns anos para cá tenho ouvido muita propaganda a favor da gelatina. Há quem diga que emagrece. Há quem diga que faz bem às unhas e ao cabelo. Há quem diga que que hidrata a pele... E eu às vezes pergunto-me "será que os hipotéticos benefícios compensam os malefícios? ". Vejo também, pelos vários grupos de mães onde participo, que a gelatina é oferecida a bebés, muitas vezes antes de completarem 6 meses. Como nunca foi algo que se consumisse cá em casa Baby B. nunca teve contacto que esta sobremesa, no entanto, sabia que a partir do momento em que entrasse para o infantário a realidade seria outra.

Antes de passar à opção saudável da gelatina [sim existe uma opção 100% saudável e vegetal e super fácil de fazer!] quero partilhar convosco um pouco mais sobre a forma como as gelatinas que encontramos nos supermercados são feitas. Muitas marcas já optam por gelatinas 0% de açúcar mas para o sabor estar lá à mesma têm de o substituir por outros elementos, possivelmente mais maléficos e ainda menos saudáveis do que o próprio açúcar. Para além da questão do açúcar ou adoçantes temos a questão dos corantes utilizados para a coloração das gelatinas.

Infelizmente não há no mercado uma opção que seja totalmente saudável, nem as já prontas, nem as que vêm em pacote e é necessário juntar a água. Pude confirmar esta informação junto de algumas marcas que amavelmente me responderam, às quais lancei o desafio de criar uma gelatina vegetal, sem açúcares e sem corantes. E o pior de tudo é que há muitos outros alimentos que levam gelatina, que se encontra discretamente disfarçada nos ingredientes atrás do E441.

Mães queridas que me seguem, pela saúde dos pequeninos, não é de todo recomendado oferecer este tipo de produto aos nossos pequeninos, pelo menos até aos dois anos de idade. Para quem não tem uma noção clara de como é feita a gelatina animal, recomendo que vejam o vídeo que coloco a seguir. É um pouco longo, mas vale a pena para nos elucidar mais.


Agora a parte positiva do post, é possível comer gelatina 100% saudável e não dá mais trabalho a fazer do que a que se compra em pó. Existe uma alga, chamada Ágar- Ágar que confere a textura da gelatina. Pessoalmente não vos posso dizer se o efeito fica mesmo igual, porque nunca comi gelatina da outra, logo não consigo comparar [é verdade, tenho 30 anos e nunca comi gelatina na vida. Apenas provei uma vez e nem engoli, cuspi porque detestei a textura!].

Hoje partilho convosco duas receitas simples que fiz para os anos da Baby B. ela provou as duas e apesar de ao início ter estranhado a textura, depois comeu tudo. Podem também encontrar mais receitas no blogue Na Cadeira da Papa e em vários outros blogues. Basta fazer uma pesquisa pela net para ficarem com inúmeras ideias.

Gelatina Manga Laranja
250ml de sumo de laranja natural
250ml de água
2 colheres chá de ágar-ágar
1 manga 


Colocar a água num tacho e juntar o ágar-ágar, levar a lume brando e ir mexendo até ferver. Deixar ferver cerca de 2minutos. Juntar o sumo de laranja e mexer bem. Na taça ou taças onde vão servir a gelatina, colocar a manga cortada em pedaços pequeninos. Verter a mistura por cima da manga e deixar arrefecer um pouco. Levar ao frigorifico até obter a consistência de gelatina.


Gelatina de Pêra e Banana
500ml de água
1 Pêra madura
1 Banana madura
2 colheres chá de ágar-ágar

Colocar a água num tacho e juntar o ágar-ágar, levar a lume brando e ir mexendo até ferver. Deixar ferver cerca de 2minutos. Fazer um puré com as duas frutas e juntar ao preparado anterior. Mexer bem para ligar. Verter para uma ou várias taças e deixar arrefecer um pouco. Levar ao frigorifico até obter a consistência de gelatina. Pelo que me apercebi, esta receita fica com uma consistência mais parecida com um pudim, devido à polpa da fruta.



Só ofereci estas gelatinas à pequena quando ela fez 12 meses. Mas segundo o que tenho lido, desde que já tenham feito a introdução das frutas utilizadas, não haverá problema. Como podem ver é super simples fazer uma gelatina saudável e as combinações possíveis são imensas. Mesmo para os adultos é possível fazer por exemplo o nosso chá favorito e transforma-lo numa gelatina saudável!

Espero que tenham gostado deste post e se quiserem deixar-me links de outras receitas estejam à vontade! Um óptimo e saudável fim-de-semana

You Might Also Like

0 comentários