O Açúcar. Mais uma vez o Açúcar!

12:50

Sei que nos dias que correm muitos são os post's, as reportagens, as imagens e os vídeos sobre os malefícios do açúcar na nossa alimentação. Sei que muitas pessoas estão fartas do tema e consideram um exagero voltarmos a ele com tanta frequência. Para muitos é mais uma moda, como tantas outras, trazida à tona pelos mais fundamentalistas [palavra no topo dos topos nos dias que correm pela internet!]. No entanto, e correndo o risco de ser inserida nesse role [dos mais fundamentalistas!] hoje decidi voltar mais uma vez a este assunto porque continuo a ler muita desinformação por esta internet fora e ver presencialmente muitos comportamentos que mais tarde podem ter graves consequências na saúde das nossas crianças. Sem que sequer o imaginemos.

No que toca à alimentação dos nossos filhos, cada um faz o que acha mais adequado e cada qual, quando toma determinadas opções, certamente acredita que está a fazer o melhor. Por considerar que escrever um blogue também é uma forma de serviço público, hoje venho trazer-vos alguns artigos e alguns textos que fui lendo e compilando ao longo dos meses sobre esta temática. Não tenho a presunção de querer mudar os hábitos de ninguém e acho que, quando as pessoas estão devidamente informadas sobre as consequências dos seus actos, são livres de fazer as suas opções, sem que sejam criticadas por isso. Escrevo este post porque realmente me tenho apercebido que existe ainda muita falta de informação sobre este tema.

Hoje quero apenas partilhar informação que para mim foi importante e me tem ajudado e orientado nas escolhas que faço para a alimentação da minha filha e que tenho estendido à minha. Começo por partilhar este vídeo que para mim é bastante elucidativo sobre o efeito que o açúcar tem no nosso organismo e sobre o efeito viciante que tem. São 5minutos de vídeo mas penso que vale a pena ver até ao fim!


Apesar de estar em Inglês, todo o site Food Matters merece cada segundo do nosso precioso tempo. Para além de vídeos interessantes, está repleto de textos e artigos informativos de extrema importância.

Para dar continuidade a este tema convido-vos a ler ESTE texto do blogue Na Cadeira da Papa. A Leonor é o exemplo vivo de que muitas vezes oferecemos determinados alimentos aos nossos filhos com a certeza de que estamos a fazer as opções correctas, mas que quando nos damos conta de que afinal há mais e melhores opções é sempre possível mudar. A Leonor não só implementou essas mudanças na sua vida e na alimentação das suas filhas como também criou este blogue que tem sido de extrema importância nos últimos meses para muitas mães. É um blogue que vale a pena seguir e manter sempre debaixo de olho porque está recheado de receitas boas, saudáveis e nutritivas para os mais pequeninos.

Muitos de vós viram a grande reportagem da SIC Somos o que Comemos. Mas, quando a memória nos começa a falhar, vale sempre a pena relembrar. Se já estava a tentar mudar os hábitos de consumo cá em casa, esta reportagem permitiu-me ganhar ainda mais consciência dessa necessidade, para além de me alertar ainda mais para a importância da leitura dos rótulos de tudo o que compramos.

Deste artigo destaco as possíveis consequências da ingestão do açúcar na infância. "muito açúcar na dieta aumenta o risco de doenças cardiovasculares, diabetes, gota, fígado gorduroso e alguns tipos de câncer. Outra preocupação é o aumento da hiperatividade com redução na capacidade de concentração e irritabilidade. O alto consumo de doces, balas e refrigerantes pode aumentar a concentração de insulina e adrenalina no sangue, que em excesso provocam ansiedade, excitação e dificuldade de concentração nas crianças." Vale a pena ler o texto todo até ao fim!
Cada vez mais falamos em crianças hiperactivas. Dei aulas durante 4 anos no ensino primário e lembro-me perfeitamente do que a maioria das crianças levava para os lanches. Sumos, Ice tea, chocolates, batatas fritas e todos os outros snacks similares, manhazitos, bollycaos, gelatinas, danoninhos, sandes em pão de forma de embalagem, bolachas de chocolate, etc. Eram muito poucas as vezes que via um belo pão fresco com fiambre ou queijo.  Os tempos são de correria e muitas vezes recorremos ao que nos é mais prático sem pensar nas possíveis consequências. Se quiserem aprofundar um pouco mais as leituras recomendo ESTE artigo científico

Nos grupos de mães online quando se discute este tipo de tema são muitas as mães que respondem que os filhos comem de tudo e são perfeitamente saudáveis. A verdade é que o consumo de açúcar em exagero na primeira infância pode não causar problemas imediatos, mas mais tarde ou mais cedo esses problemas começam a surgir. Ainda sou do tempo [frase bonita eu sei!] em que tensão alta, colesterol, diabetes, etc eram doenças de adultos, salvo raras excepções muitas vezes de origem genética. Hoje, estas doenças surgem cada vez mais cedo, a par da obesidade infantil e os estudos apontam que isso ocorre devido ao tipo de alimentação que é feita na primeira infância. Recomendo também a leitura DESTE artigo.

Sei que é impossível controlarmos tudo e que mais tarde ou mais cedo os nossos filhos vão querer provar doces, gelatinas e vão ser também influenciados pela publicidade em supermercados e na televisão. Mas é possível implementar bons hábitos e dar bons exemplos. Dentro do que a industria de industrializados nos oferece é possível escolher o que é menos nefasto para a nossa saúde.

Para terminar quero reforçar que não acho mal nenhum as crianças comerem um gelado ou um chocolate e até beberem um ice tea num passeio ou numa festa e deixarei certamente que a minha filha o faça. Já consigo imaginar o quanto nos vamos divertir a partilhar um corneto de chocolate ou uma bola de berlim num dia de praia. Mas acho que para tudo na vida tem de haver moderação, e um gelado por dia, uma gelatina em todas as sobremesas, sumos e ice tea em todas as refeições, bolachas de pacote ao lanche etc não farão certamente parte da nossa rotina familiar, pela nossa saúde e bem-estar!

Se tiverem mais artigos ou sites interessantes que queiram partilhar comigo por favor deixem nos comentários ou envie-me e-mail: maemequero@gmail.com
Se acharam este post uma palermice, podem comentar à mesma [só não me chamem nomes nem escrevam palavras feias!]. 

Um grande beijinho e não se esqueçam de se juntar a nós no facebook para não perderem a parte engraçada da nossa vida, que nem sempre vem parar aqui ao blogue. 

You Might Also Like

3 comentários

  1. cá está! o açúcar não é para abolir por completo da alimentação, nem há mal em que uma criança coma de vez em quando doces. mas é de vez em quando, e não por sistema. e não há necessidade de os encher de açucar antes sequer de terem um ano. sim, porque as papas que se dão, os iogurtes para bebé, as famosas bolachas maria estão carregadinhos de açúcar. atualmente há muita oferta alternativa, e basta querer para conseguir oferecer algo melhor. e mais, ao focarmos a nossa atenção na alimentação dos nosso filhos vamos necessariamente mudar a nossa. pq ngm pode achar que impede uma criança de comer bolos se sempre que vai ao café "marcha" um pastel de nata ;)

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente com o que escreveu e identifico-me com cada palavra. Tento praticar uma alimentação racional e saudável e passar esse conceito para os meus filhos. Acredito que este gesto vai fazer a diferença não só na saúde deles como na própria personalidade. O açúcar é uma substância (já nem digo que é um alimento) a evitar na alimentação do dia-a-dia. Claro que pode ser consumido em certas ocasiões mas não por norma, como muita gente faz hoje em dia. Sou muitas vezes considerada exagerada (sei tão bem o que são esses comentários "Oh, os meus filhos sempre comeram açúcar e são magros e saudáveis!") mas sigo o que sinto que está certo. Obrigada por me ajudar passar a mensagem. :-)

    ResponderEliminar
  3. Para além de tudo o que disse, e acho que nunca é demais falar sobre isto, à que lêr muito bem os rótulos das coisas que compramos. O açúcar está presente em coisas que nem imaginamos: o pão, por exemplo. Para além do que já sabemos as bolachas, papas, cereais, etc as comidas congeladas, enfim. É muito importante ler sempre o rótulo dos produtos, porque muitas vezes ele está lá. O açúcar e os E's, mas isso já é outro assunto.
    Parabéns pelo seu blog e por partilhar este tema. :)

    ResponderEliminar