As nossas paparocas

10:33


Há uns anos atrás, depois de ler alguns estudos que relacionavam os sintomas da Endometriose, e até a progressão da doença, com a alimentação, decidi que tinha de fazer mudanças urgentes. Os anos de universidade foram prósperos em JunkFood e refrigerantes. Depois juntei trabalho com um mestrado e com estágio. Dias e dias seguidos sem almoçar de forma decente. A verdade é que nesta fase piorei a olhos visto do meu problema de saúde, sem nunca associar isso aos comportamentos alimentares que estava a ter. 

As primeiras tentativas de mudança não foram fáceis. Muitos anos de maus hábitos enraizados e pouco conhecimento sobre os alimentos [e sobretudo, sobre aqueles que julgava serem bons alimentos!]. Hoje, após vários anos, após várias tentativas, consigo ver uma grande diferença na minha despensa e no meu frigorífico. Acho que não devemos ter a pretensão de fazer uma mudança de hábitos alimentares [principalmente se for significativa], de uma semana para a outra. Não me parece possível. Mas hoje sei, que aos poucos, com calma, de dia para dia, é possível e vale a pena. Muito a pena!


Agora, que a Baby B. já começa a comer o segundo prato às refeições [nem sempre, mas já lhe vou dando porque ela demonstra muito interesse por outro tipo de comidas, para além da sopa] procuro fazer sempre refeições para nós que ela possa comer. Se for bom para ela, será certamente bom para nós! E tem sido este o meu raciocínio.

Hoje almoçámos sozinhas e por isso fiz legumes salteados com fusilli integral, cogumelos e abacaxi. Depois de um prato de sopa de legumes a princesa ainda comeu este pratinho. Muito gosta ela de comer os legumes à mão. Metade acaba no chão e na cadeira. Mas acho que nesta fase o facto de eles comerem com as mãos também é importante [e o aspirador anda sempre deserto para fazer barulho!]. É uma refeição simples de fazer e por cá resultou, para mãe e filha!  Ainda me falta converter o pai a este tipo de refeições!



Ingredientes:
Brócolos
Couve Flor
Cenoura
Abacaxi
Cogumelos frescos
Fusilli
Azeite qb

Preparação:
Cozer os legumes e o fusilli. Salter com um fio de azeite e um dente de alho os cogumelos e o abacaxi. Adicionar os legumes ao salteado, deixar saltear um pouco e servir. Não costumo adicionar mais nenhum tempero para além do azeite e do alho. Se sentir necessidade de sal, adiciono no meu prato. 

Para o jantar fiz um arroz de tamboril. Já é a segunda vez que faço esta receita num curto espaço de tempo porque a pequena delirou da primeira vez e o pai também aprovou este prato apesar de, para paladares mais apurados, poder ser considerado 'sensaborão' porque não adiciono nenhum condimento. 

Ingredientes:
2 tomates maduros
1 cebola pequena
1 dente de alho
3 folhas de manjericão fresco
Tamboril
Arroz
Azeite qb

Preparação:
Descascar o tomate, a cebola e o alho e cortar em pedaços. Deixar refogar num fio de azeite durante uns minutos. Passar tudo com a varinha mágica e adicionar o tamboril partido em pedaços. Deixar apurar um pouco e juntar água a ferver e o arroz. Deixar ferver e ir mexendo até o arroz estar cozido.

Para que a refeição fique amiga do bebé [e nossa amiga também] não aconselho usar polpas de tomate ou tomate enlatado, e menos ainda aqueles preparados para refogado. Pessoalmente, devido a todas as leituras que tenho feito ao longo dos anos, deixei totalmente de comprar este tipo de produtos. Não há nada que se compare a um tomate fresco maduro que lavamos e descascamos em casa! Inevitavelmente este tipo de produtos, levam sempre, pelo menos, reguladores de acidez. Já para não falar da pré-selecção que é feita sobre a qual não temos nenhum controle. Se tiverem curiosidade, encontrei ESTE artigo brasileiro onde comparam este tipo de produtos e onde analisam alguns rótulos.

E pronto, aqui ficam duas sugestões que servem para toda a família. Por cá o sal ou a pimenta adicionamos apenas nos nossos pratos quando achamos necessários. Se acharem que mesmo assim não chega, podem sempre fazer em tachos separados, uma versão para adultos mais condimentada e apurada e a versão amiga do bebé. Cá em casa gosto que, dentro do possível, as refeições sejam iguais e como vos disse este processo também faz parte da minha reeducação alimentar.

Muitas vezes bloqueamos e ficamos sem ideias sobre o que fazer para variar um bocadinho e por isso sempre que me lembrar venho aqui partilhar estas receitas simples que costumo fazer. Por norma vou colocando as fotos na Página do Facebook. Se quiserem partilhar comigo as vossa sugestões fico-vos grata. Podemos até criar uma rubrica no blogue "Sugestão da leitora" onde partilho as vossas receitas. Aposto que as mamãs vão agradecer para aqueles dias em que estamos tão cansadas que o cérebro parece que não quer funcionar. O que me dizem? Enviem as vossas sugestões para: maemequero@gmail.com

♥ Este post foi preparado ao longo do dia de ontem e era para ter sido terminado, editado e publicado ontem à noite quando a minha boneca fosse dormir. Mas tivemos um pequeno incidente e acabei por não ter disponibilidade para vir aqui ♥

Desejo-vos um dia muito feliz!

You Might Also Like

0 comentários