Dos nossos dias...

16:06

2h45 - Alvorada. Fralda. Leitinho. Embalar. Deitar no meio dos pais.
3h15 - Agarro-me à bomba para tirar leite para a próxima mamada.
4h00 - Preparo-me para me deitar. Agarro na Baby B. para a deitar no berço dela. Abre os olhos de tal forma que desisto. Deixo-a ficar no meio de nós. Deito-me nos 20cm de cama que restam.
4h00 às 6h30 - Mãe leva murros e cabeçadas e equilibra-se para não ir parar ao chão. O pai recebe pontapés e umas palmadinhas de amor.
7h00 - Alvorada. Fralda. Leitinho. Conversinha. Sorrisinhos.
7h40 - Pai vai embora. Muito choro e muita birra.
8h00 - Maminha e aconchego, acabamos por adormecer as duas enroscadas uma na outra.
10h00 - Acordo. Ouço a chuva que cai sem dó nem piedade. Olho para ela, está tão serena que até tenho pena de me mexer. Mas preciso agarrar-me à bomba!
11h00 - Alvorada. Fralda. Leitinho. Mimo. Conversinha. Sorrisinhos.
12h00 - Aproveito a boa disposição de Baby B. e coloco-a na espreguiçadeira. Estendo uma máquina de roupa!
Choro. Pego-a ao colo e dou uma volta pela casa com ela. Coloco-a na espreguiçadeira. Arrumo uma máquina de louça!
Choro. Pego-a ao colo e dou uma volta pela casa com ela. Coloco-a na espreguiçadeira. Faço o almoço, dou um jeito na sala e na cozinha enquanto vou conversando e cantando e bailando para a entreter e convencer a ficar ali mais um bocadinho.
Choro. Pego-a ao colo e dou uma volta pela casa com ela. Mas não posso mais. Doem-me as costas como se não houvesse amanhã e não sinto os pulsos! Coloco-a na espreguiçadeira.  Lembro-me que não tomei pequeno almoço. Bebo uma chávena de cevada acabada de fazer que me sabe pela vida!
13h20 - O pai chega para almoçar. Almoça com ela ao colo para não haver choro!
13h45 - Coloco-a na espreguiçadeira. Dou um jeito na cozinha. Muito choro! Sentamo-nos as duas no sofá. Maminha. Sorrisinhos e conversinha. Uma grande bolsada que requer uma muda de roupa urgente! Fralda. Roupa lavada. Choro. Muito choro!
14h15 - Sento-a na almofada de amamentação. Faço a cama. Dou um jeito no quarto. Preparo uma máquina de roupa. Acendo a lareira. Choro. Muito choro!
14h45 - Leitinho. Embalo. Cantinguinha e finalmente o sono sai vencedor! Deito-a na alcofa.
15h10 - Vou ver se há correio. Contas... sempre contas! Dou um jeito na lareira. Arrumo mais umas coisas casa fora.
15h30 - Sento-me ao computador. 30 mails por responder. Protocolos por ler, corrigir, imprimir, assinar, carimbar e enviar por correio. Site por actualizar. Congresso de Março com mil e uma tarefas pendentes. Telefonemas por fazer. Orçamentos por pedir. 10 mensagens privadas no facebook por ler e responder. 2 mensagens privadas no fórum. 1 chamada não atendida de ONTEM para retornar. Não me apetece pensar, não me apetece fazer nada. A perna esquerda dói-me ao ponto de me custar a andar. Os meus pulsos estão a dar comigo em doida. A minha coluna deve pensar que tem 80 anos. Apetece-me apreciar o silêncio da casa e ver a chuva a cair à janela. Observo os meus mais velhos de 4 patas a namorar (à moda deles). Venho aqui contar-vos como são os meus dias!
16h00 - Carrego a lareira com lenha. Coloco o estendal no meio da sala. Está cheio de roupa dela. Cheira tão bem a roupa dela! Debruço-me na alcofa e velo este sono sereno. Apesar de todas as dores: a vida é maravilhosa e fui abençoada pelo universo. Não tenho qualquer dúvida sobre isso ♥


You Might Also Like

0 comentários